1.º Ciclo na Infancoop

1.º Ciclo na Infancoop

sábado, 17 de outubro de 2009

Dia da Bengala Branca

Olá a todos!
Após estas primeiras semanas de absorvente regresso ao trabalho, retomámos as nossas rotinas, entre elas a publicação das nossas aventuras no Blog.
Hoje queremos contar-vos como celebrámos o Dia Internacional da Bengala Branca (15 de Outubro). Este é um dia de sensibilização às dificuldades sentidas pelos invisuais e foi também com este objectivo que realizámos as seguintes actividades:

Fizemos, de olhos vendados, um percurso com obstáculos...

Recebemos o Sr. Honório, que é avô de um menino do 1.ºAno e é cego... Aproveitámos para colocar-lhe muitas questões e tentar perceber quais as suas dificuldades e alegrias...
...cantámos com ele e aprendemos um pouco de Braïlle...
Identificámos alimentos e objectos do dia-a-dia através do tacto, do olfacto e do paladar (de olhos vendados)...

E visualizámos um filme preparado para espectadores invisuais, com audio-descrição.

Depois destas actividades, ficámos todos um pouco mais sensibilizados para a diferença... e mal podemos esperar por novas propostas!
Fiquem atentos!!!

10 comentários:

Mário G. disse...

"Não há, não,
duas folhas iguais em toda a criação.

Ou nervura a menos, ou célula a mais, não há, de certeza, duas folhas iguais."
(Pastoral, de António Gedeão)

A educação para a diferença não é uma questão de parecer bem. ~
É uma necessidade.
É um direito.

Parabéns pela iniciativa. Bom trabalho!

Ina Vasques disse...

Parabéns Anabela e Débora!

Mais uma actividade de grande valor para o que se pretende destes nossos homens do amanhã. De certo que a diferença não existirá se todos sentirmos as mesmas emoções...

Continuação de um bom trabalho!

Anabela disse...

Mário:
"O sábio lê livros, mas lê também a vida. O universo é um grande livro e a vida é uma grande escola". (Lin Yutang)
Para que o que aprendam não seja apenas para espelhar nos livros, mas na vida.....

Anabela disse...

Ina:

Agradecemos as suas gentis e colaborantes palavras.
Freinet defendia: "A democracia de amanhã se prepara na democracia da escola". Só esta esperança nos move.

Susana Oliveira disse...

Adorei!
Éramos, os adultos de hoje, muito mais tolerantes se tivéssemos tido este contacto com a diferença, desde muito cedo, nos diversos contextos. Temos muito ainda a aprender, mas já cheira à mudança.

Parabéns mana, por ajudares as nossas crianças a serem melhores adultos do que nós!!!

Anabela disse...

Susana,
Tínhamos contacto com a mudança:
- os "deficientes" estavam no CECD
- os cegos estavam a mendigar
- os ciganos eram postos na mesa do fundo da sala
- os "burros" eram postos num canto qualquer, depois de levarem bem forte.
Não é isto que sonho para os meus meninos.

"Eduquem as crianças e não será preciso castigar os homens."
(Pitágoras)

Cecília Resende disse...

obrigada, fiquei muito sensibilizada tanto por ver as fotos do meu pai com as crianças do 1º ciclo ,assim como ter lido os carinhos comentários. O nosso muito obrigado ( filha, pai e neto).
Parabéns pela iniciativa e estarei ao vosso dispor para mais outras.

Anabela disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anabela disse...

Cara Cecília,

Foi uma ternura e uma riqueza a vinda do seu pai. Estamos todos tão cansados de meninos-de-cristal, a quem se esconde a diferença, a pobreza, o real... O mundo é diverso e temos que conhecê-lo para amá-lo, compreendê-lo e mudá-lo. Obrigada pela colaboração.

"- Nós só conhecemos bem as coisas que nos cativaram - disse a raposa.
- Os homens não têm tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm amigos. Se tu queres um amigo, cativa-me!" (Saint-Exupéry)

Tânia disse...

Mais uma vez, desta vez escrito, muitos parabéns por esta bonita e de grande valorização actividade. Vocês as duas juntas vão revolucionar o 1º ciclo da Infancoop ( e tudo o que estiver ao meu alcance será feito com todo o prazer). Continuem ... Bjs