1.º Ciclo na Infancoop

1.º Ciclo na Infancoop

domingo, 19 de maio de 2013

As novas conquistas...

Olá a todos!


O ano letivo está prestes a chegar ao fim. Na Infancoop, temos, pela segunda vez, uma turma de finalistas do 4.º ano. Para assinalar o seu percurso, ao longo destes quatro anos, escrevemos, em turma, uma história que resume a passagem da turma dos alecrins pela Infancoop.

Espero que gostem…

                                                         AS NOVAS CONQUISTAS  
Num reino muito distante chamado Caldas da Rainha, existia um palácio encantado onde viviam pequenos príncipes e princesas.

Este palácio tinha sido criado há muitos e longos anos por um grupo de reis e rainhas que queriam que os seus filhos tivessem um lugar onde pudessem crescer em segurança, felicidade e amor.

Os reis e rainhas resolveram chamar a este palácio Infancoop. A Infancoop tinha muitos príncipes e princesas desde os 5 meses aos 10 anos de idade.

A história que vos vamos contar é sobre o percurso realizado, ao longo de quatro anos, pela turma dos Alecrins.

Tudo começou no ano 2009, quando um grupo de quatro princesas (Alícia, Bruna, Lily e Madalena), e de oito príncipes (Diogo, Francisco, João, Joshua, Lourenço Santo, Luís, Martim e Pedro) formaram a turma dos Alecrins.

A responsável pelos Alecrins era a Rainha Débora que tratava dos seus príncipes e princesas como sendo seus próprios filhos.

A princesa Alícia era muito extrovertida, meiga mas um pouco impaciente. A princesa Bruna era tímida e estava sempre pronta a ajudar os seus amigos. O príncipe Diogo era divertido e muito empenhado nos seus trabalhos. O príncipe Francisco era um grande artista plástico: adorava desenhar e criar. O príncipe João era muito sedutor e adorava uma boa brincadeira. O Joshua era o príncipe mais novo dos Alecrins e um excelente jogador de basquetebol. A Lily era uma princesa inglesa muito inteligente. O Lourenço Santo era um príncipe paciente, tranquilo e um excelente guarda-redes de futebol. O príncipe Luís era bastante risonho, engraçado e muito brincalhão. A princesa Madalena sempre que acabava os seus trabalhos adorava passear pelo jardim do palácio da Infancoop. O príncipe Martim era um excelente mágico fazendo truques que ninguém conseguia perceber e repetir. O príncipe Pedro era muito charmoso e o melhor jogador de futebol do reino das Caldas da Rainha.

Durante o 1.º ano, este grupo de príncipes e princesas aprendeu a ler, a escrever, a contar, a somar, a subtrair, a multiplicar… Aprendeu como funciona o nosso corpo… Aprendeu os nomes de países, algumas curiosidades sobre os animais…

No 2.º ano, ao grupo dos Alecrins juntaram-se duas princesas que eram gémeas: a Inês e a Sofia. A princesa Inês era uma princesa muito sábia e bastante trabalhadora. A princesa Sofia revelou ser uma excelente amiga e companheira dos seus colegas.

No 2.º ano, a turma dos Alecrins era constituída por seis princesas e oito príncipes. Foi um ano muito feliz recheado de aprendizagens.

No 3.º ano, o príncipe Francisco resolveu ir explorar um novo palácio noutro reino ainda mais distante: o reino do Algarve. Os Alecrins ficaram muito tristes com a decisão do príncipe mas entenderam e juraram que seriam eternamente amigos.

Um príncipe partiu deste reino mas outro chegou: o príncipe Lourenço Ribeiro que vinha com muita vontade de aprender e de conhecer novos amigos. As princesas Inês e Sofia ficaram muito contentes ao reverem o seu velho amigo Lourenço que já conheciam de outro reino.

No final do 3.º ano, o príncipe Luís partiu para outro palácio onde ia construir novas aprendizagens. Os amigos também ficaram tristes mas com a certeza de que o príncipe Luís iria ser muito feliz.

Ao longo destes quatro anos, príncipes e princesas viveram muitas aventuras. Exploraram diversos territórios: o Hospital Termal das Caldas da Rainha, o Museu José Malhoa, a Escola Secundária Rafael Bordalo Pinheiro, o Jardim Zoológico, o Planetário, o Aquário Vasco da Gama, a Tapada de Mafra, o Museu dos Dinossauros, o Pavilhão do Conhecimento, o MARL, o Museu do Brinquedo, a Quinta da Regaleira, o Palácio da Pena, o Campo Aventura, o Visionarium, a cidade do Porto, o Parque Biológico de Gaia, o Tribunal das Caldas da Rainha, o Jardim dos Budas, a Kidzania, a Praia de Santa Cruz, a Cruz Vermelha, uma Vacaria, a fazenda do príncipe Joshua, a Fábrica da ginja de Óbidos, a ETAR…

Estes príncipes e princesas também aprenderam através das pesquisas e dos trabalhos de projeto que foram realizando ao longo dos quatro anos: Ossos, Músculos, Pele, Primeiros Socorros, Sismos, Rios, Serras, Sistema Solar, Tucanos, Tubarões, Golfinhos, Panteras Negras, Elefantes, Borboletas, Cobras, Cavalos, Oceanos, Reis de Portugal, Países da Europa…

Agora que os Alecrins estão prestes a tornarem-se reis e rainhas já estão preparados para irem explorar novos territórios.

Estes novos reis e rainhas nunca se irão esquecer dos seus verdadeiros amigos e vão lutar sempre para serem e fazerem os outros felizes!

A Turma do 4.º ano dos Alecrins







 



6 comentários:

Mónica Batista disse...

Adorei... gosto de textos que me divertem e emocionam em simultâneo!

Joana Domingos disse...

Muitos parabéns pela vossa história, pelo vosso percurso e pelas grandes conquistas que fizeram!!

O tempo passou rápido e é bom sinal. Quer dizer que foram bons, os momentos que passaram em conjunto!

Muita sorte para as novas conquistas que aí vêm e que continuem sempre assim... a sorrir e a serem felizes!

Beijinho para todos os alecrins e para a professora Débora que vos ajudou nas vossas conquistas
Joana

Débora Barroqueiro disse...

Obrigada Joana. É verdade... foram momentos muito bons que vivemos... momentos inesquecíveis! Alguns menos bons mas que também nos ajudaram a crescer! Agora é tempo de os deixar voar... mas é dificil!

Marina Carrilho disse...

A história está linda.
Também acredito que eles nunca se irão esquecer dos verdadeiros amigos, principalmente a REAL e VERDADEIRA amiga que tiveram sempre ao lado deles nos momentos mais felizes e menos felizes, mais torbulentos e menos torbulentos, porque lhes mostrou a tomarem o caminho certo, lhes ensinou para que serviam as letras e os números, isto e muito mais...
Essa amiga a SRA PROFESSORA DÉBORA.
Um grande beijinho e obrigado por tudo.
Marina Carrilho

Anónimo disse...

Adorei a história e o resultado final do castelo. quero desejar aos meus meninos tudo de bom. que todos estes momentos passados em conjunto e todas as conquistas que fizeram durante estes quatro anos, vos tragam muita sorte para o vosso futuro. gosto muito de vocês...

beijinho da vossa sempre amiga carla

Débora Barroqueiro disse...

Obrigada, Marina! Obrigada por ter sido sempre uma mãe tão presente e preocupada! O trabalho entre o professor e os pais é fundamental e no nosso caso correu muito bem!Um grande beijinho...

Carla, tens sido uma excelente profissional! Obrigada por todo o apoio que tens dado à nossa turma! Beijinhos...